Testemunho da Missionária Daniele Batista

Olá! Graça e Paz.

Recebi com grande alegria o convite para escrever sobre o meu chamado vocacional, por isso, aí vai um pouco da minha história:

Para começar, não tem como falar do meu chamado sem deixar claro a intervenção da mãe, se não fosse a presença de minha mãe não haveria conversão, pois Deus sabe do que precisamos para amolecer o coração de pedra, e o meu era uma rocha, minha infância não foi inocente e minha adolescência nada comportada, mas graças a Deus em minha juventude com apenas 17 anos encontrei-me com o amor autêntico, com o amor de Jesus Cristo na presença eucarística. Veja bem, eu já tinha visitado o grupo de oração, mas meu coração estava fechado. Foi em uma semana Jovem no ano de 2003 que caíram as escamas dos meus olhos, naquele dia tinha uma presença especial comigo, era minha mãe. A coordenadora do grupo disse para formarmos uma fila e tocarmos a ambula onde estava Jesus, eu porém , não queria, pois não acreditava, as pessoas saiam tocadas, e choravam, outras repousavam e eu pensava ser tudo um teatro, uma mentira, então aconteceu que minha mãe tocou a ambula e saiu dali emocionada, logo em meu pensamento vem: ela não faz teatro, minha mãe eu conheço e ela não faz teatro. Eu comecei a ficar muito nervosa e tremia, mas quando chegou a minha vez, eu toquei o Senhor e senti uma paz imensa que jamais havia sentido. E foi assim que eu descobri e já me decidi entregar toda minha vida neste amor, nesta comunhão, porque neste momento já nasceu o desejo de doar a minha vida para que outros conhecessem e sentissem o que eu experimentei. Comecei a caminhar com aquele grupo por 4 anos e neste período conheci a comunidade que até então tinha o nome de Javé Chammá, hoje Comunidade Presença. Em cada encontro despertava em mim o carisma de ser a presença de Deus no mundo, e não foi um, mas vários sinais que Deus me deu, para dar o passo de vir para o caminho vocacional, tão grande foi minha surpresa quando a Lucimar (Fundadora da comunidade) disse que eu não precisava fazer o caminho vocacional, porque ela já me conhecia e se eu quisesse poderia começar direto no ano de experiência. Pois é, eu já vim de malas prontas para morar na comunidade. Hoje já membra definitiva posso louvar muito a Deus por esse chamado e por tudo que Deus realizou em minha família, através da vocação a qual Ele me chamou, e apesar de ter pisado na bola muitas vezes com minhas fraquezas Deus sempre foi um Pai amoroso e sua graça sustenta a minha vocação. Sou feliz, sou Presença.

Abraço fraterno a todos!

Daniele Batista Ramos

Missionária da Comunidade Católica Presença

Mais Recentes

CELEBRAR CATARINA DE SENA

Celebrar, vem do Latim CELEBRARE, “honrar, fazer solenidade”, é este o culto que queremos fazer neste dia a Santa Catarina de Sena.