Eucaristia: a Real Presença de Deus

Você já deve ter percebido que neste ano jubilar da comunidade, estamos enfatizando os pontos essenciais de nosso carisma. Neste mês, entre tantos assuntos importantes, queremos destacar aquele que é para nós o maior de todos: a Eucaristia.

Nossa comunidade tem como carisma “ser e levar a Presença de Deus”, mas como podemos exercer tamanha responsabilidade? Para nós, quanto mais estamos na Presença de Deus, mais mergulhamos em seu mistério de amor. Com Ele aprendemos a ser o que devemos ser no mundo: presença de amor, misericórdia, acolhida, bondade. Estarmos na presença de Jesus para adorá-Lo tem um grande significado, pois, ao mesmo tempo em que chegamos até Ele com toda nossa humanidade, somos encontrados pela sua divindade. Este encontro vai divinizando todas as áreas de nossa vida. Por isso, acreditamos que a adoração para nós não deve ser apenas uma forma de oração, mas um estilo de vida.

Falar em forma de oração é falar daqueles momentos que vamos até o Santíssimo Sacramento, mas quando dizemos “estilo de vida”, estamos afirmando que adoramos Jesus não somente naquele momento, mas permanecemos unidos a Ele em todos os instantes da nossa vida. Nossos pensamentos sempre recorrem, nossos sentimentos sempre se unem e nossas ações sempre buscam assemelhar-se a Ele.

Pensar em “presença real”, automaticamente nos remete a presença de Jesus Eucarístico. Isso faz sentido porque a Eucaristia é o Corpo e Sangue de Jesus. São Tomas de Aquino nos ensina: “Eu te adoro devotamente Divindade escondida, que verdadeiramente te esconde sobre esta espécie de pão e vinho.”. Que mistério! Adorar a divindade escondida só é possível para aqueles que creem que “Isto é Meu Corpo”. Foram essas as palavras de Jesus na instituição da Eucaristia, e se não acreditar nessas palavras, se torna impossível adorar Jesus Eucarístico.

Na espécie do pão e do vinho estão o Corpo e Sangue de Jesus, porém o que vemos é pão e vinho, o que comemos é pão e vinho, mas adoramos o Corpo e Sangue de Jesus, e acreditamos nisso porque nossos ouvidos ouviram as palavras de Jesus. Quando nossos ouvidos acolhem a Palavra, nossa alma experimenta a Presença Divina em nós.

São Tomas de Aquino prossegue: “Na cruz somente a Divindade se escondia, mas na Eucaristia, ao mesmo tempo, se esconde Humanidade e Divindade. Eu, no entanto, crendo nas duas realidades, humana e divina, professo que creio em Jesus!” Na Eucaristia, nossos olhos veem o pão e o vinho. Não vemos o Corpo e o Sangue, não vemos a Divindade, mas a Fé nos leva a acreditar e professar: é Jesus Cristo!

Estar na presença de Jesus Eucarístico e viver com esta presença, nos faz ser um carisma. Olhando para nós se vê falhas, traços de humanidade ferida, mas estando com Jesus, podemos levá-Lo com nossas vidas, apresentando nosso jeito de ser cristão.

Eu te convido também a se aproximar de Jesus na adoração e na Santa Missa, e celebrar em sua vida a unidade de duas realidades a sua, que é humana, com a d’Ele que é Divina e deixar-se divinizar por Ele. Mesmo que seus olhos vejam apenas o pão, seu paladar sinta apenas o pão, deixe sua Fé crer nas palavras ditas por Ele: “Isto é Meu corpo […] Isto é meu Sangue que é dado por Vós […]” (Mateus 26, 26-28)

Abraço fraterno.

Lucimar Maziero

Fundadora da Comunidade Católica Presença

 

Mais Recentes

CELEBRAR CATARINA DE SENA

Celebrar, vem do Latim CELEBRARE, “honrar, fazer solenidade”, é este o culto que queremos fazer neste dia a Santa Catarina de Sena.