Bispos argentinos agradecem carta do Papa aos fiéis.

Bispos argentinos agradecem carta do Papa aos fiéi.
“Sentimos vergonha quando percebemos que o nosso estilo de vida contradisse e contradiz aquilo que proclamamos com a nossa voz”, escreve o Papa em carta divulgada recentemente.

Os bispos que integram a Comissão Permanente da Conferência Episcopal Argentina agradeceram ao Papa Francisco por sua recente “Carta ao Povo de Deus”.

O texto foi divulgado na última segunda-feira (20/08), em que o Pontífice expressa a dor e a vergonha pessoais, e de toda a Igreja, pelo sofrimento causado a menores e adultos vulneráveis por abusos sexuais, de poder e de consciência cometidos por um notável número de clérigos e pessoas consagradas.

Os bispos argentinos não só agradecem a Carta do Papa, mas reafirmam sua luta em combater esses males com as seguintes palavras:

“Aderimos e assumimos seu irrevogável compromisso para que se assegure a proteção de menores e adultos em situação de vulnerabilidade”.

Contradição

Na Carta, Francisco cita de modo especial o relatório divulgado nos dias passados sobre os casos cometidos no Estado da Pensilvânia, nos Estados Unidos.

“Sentimos vergonha quando percebemos que o nosso estilo de vida contradisse e contradiz aquilo que proclamamos com a nossa voz”, escreve o Papa.

Para o Pontífice, a dimensão e a gravidade dos acontecimentos obrigam a assumir esse fato de maneira global e comunitária.

Oração e penitência

O Pontífice faz também um convite a todos os fiéis: oração e penitência.

“Convido todo o Povo Santo fiel de Deus ao exercício penitencial da oração e do jejum, seguindo o mandato do Senhor, que desperte a nossa consciência, a nossa solidariedade e o compromisso com uma cultura do cuidado e o ‘nunca mais’ a qualquer tipo e forma de abuso”.

Fonte: www.vaticannews.va

Mais Recentes

Nomeações para o Brasil

Catanduva O Santo Padre nomeou Bispo de Catanduva (SP)  Dom Valdir Mamede, transferindo-o da sede episcopal titular de Naisso e do cargo de

Ano Diocesano da Juventude

Graça e Paz! Sabemos que o Ano Diocesano da Juventude em nossa diocese está todo pautado no sínodo dos bispos que ocorreu