É POSSÍVEL VIVER UM AMOR AUTÊNTICO?

Celebrar o amor humano

Belo é o Amor Humano! O encontro do masculino e feminino, o enamoramento, a jornada de namoro e noivado, o sagrado matrimônio e a fundação de uma nova família, são experiências humanas que precisam ser celebradas! Deve ser Alegria do Amor, como recentemente escreveu o Papa Francisco, em sua encíclica Amoris Laetitia.

As experiências negativas

Devido às desordens que o pecado realizou dentro de nós e as inúmeras confusões disseminadas pela sociedade atual, a autêntica beleza do amor fica muitas vezes ofuscada, e aquilo que deveria ser uma experiência de alegria profunda e duradoura torna-se não raras vezes uma euforia passageira, que normalmente tem prazo de validade: “até que eu você não me incomode”, “até que eu não me interesse por outra pessoa”, “até que você não exija nada de mim”, “até que eu não me canse de ti…”, e por aí vai…

Muitos são aqueles que no meio dessa confusão acabam vivendo situações negativas em sua vida sentimental ou testemunham desastres afetivos em sua trajetória história familiar e social, e por isso acabam por não acreditar que o amor verdadeiro exista. Alguns acham até bonito o discurso, mas pensam que só serve para os outros. E pior ainda são os casos daqueles que se revoltaram e mergulharam em relacionamentos cada vez mais superficiais e descartáveis, onde a “pegação”, a “curtição” e a “ralação” transformaram-se em hábitos do cotidiano.

Recobre a esperança

Se você caiu nessa falta de esperança e deixou-se desanimar pelas desilusões da vida, convido-lhe hoje a não permanecer surdo aos anseios mais profundos do seu coração. Você foi criado para viver um Amor Autêntico! Portanto, não se contente com as migalhas e as caricaturas de amor. Não se deixe entorpecer pela mediocridade e o conformismo. Não fique aí assistindo o espetáculo trágico de uma sociedade que canta o amor nas músicas, expressa nas artes, registra nos poemas e nos livros, mas não tem a coragem de lutar por ele e colocá-lo em prática. Não se deixe distrair e enganar por vozes sedutoras que lhe apresentam o caminho de um amor fácil e mágico. Pois tudo o que é grandioso na vida é árduo e exige sacrifícios.Saia do meio da confusão do prazer egoísta e de uma sexualidade fora do seu verdadeiro significado, e retorne o seu olhar para Cristo!

Recomeçar a partir de Cristo

Isso mesmo: olhe para Cristo! Pois só Ele tem palavras de vida eterna! (João 6, 68). Somente Cristo pode devolver-lhe o verdadeiro sentido do amor. O plano de Deus para o amor entre o homem e a mulher pode ser vivido de forma plena, com a ajuda de Cristo! Jesus veio restituir a esperança aos nossos corações. Ele veio sarar os corações feridos, dar liberdade aos cativos, devolver a vista aos cegos e inaugurar um tempo de graça na sua vida! (cf. Lucas 4,19). E, acima de tudo, foi na cruz que o Senhor Jesus oferece-nos o modelo do verdadeiro amor. Madre Tereza de Calcutá dizia que “o amor, para ser verdadeiro, tem de doer”. E o que mais dói em nós é declarar morte ao nosso egoísmo e realizar o êxodo de nós mesmos. Por isso que o conselho que o Papa Bento XVI deu aos jovens casais de namorados em Ancona em 2011 é válido para todos nós hoje, quando ele disse:

“não vos esqueçais de que para ser autêntico, também o amor exige um caminho de amadurecimento: a partir da atração inicial e do «sentir-se bem» com o outro, educai-vos a «amar» o outro, a «querer o bem» do outro. O amor vive de gratuidade, de sacrifício de si, de perdão e de respeito do outro”.

Até mesmo os casados, que são “eternos namorados” têm muito a aprender com essas palavras.

Abraçando o caminho de um amor autêntico.

Se quisermos viver o amor autêntico, precisamos entender que as bases de um relacionamento duradouro e saudável são o respeito, o perdão, a capacidade de diálogo, a gratuidade, a generosidade, o sacrifício e a renúncia. Pois ninguém poderá dizer um sim para o outro, se em certa medida não disser um não a si mesmo.

O amor “tudo crê” (I Coríntios 13, 7), portanto, mesmo se aqueles que estão ao seu redor não acreditam mais no amor, creia você! Se muitos não esperam mais a pessoa certa e estão rendendo-se a qualquer um que aparece e vivem de forma banal a sua sexualidade antes do casamento, então espere você! Pois o amor “tudo espera” (I Coríntios 13, 7)! Mesmo que esteja sendo pressionada a ceder diante dos prazeres fáceis, suporte! Não abra mãos dos verdadeiros valores! Pois o amor “tudo suporta” (I Coríntios 13, 7) Por fim, mesmo que você conheça casos que não deram certo. Não tenha medo! Olhe para quem deu certo! Porque o verdadeiro amor “jamais acabará”(I Coríntios 13, 7). Seja você hoje, o primeiro a abraçar o Amor Autêntico na sua vida e ingressar no grupo dos revolucionários que se rebelam contra a cultura atual.

Tenha a coragem de ser feliz!

Os homens e mulheres do nosso tempo precisam ter a coragem de ser felizes. Mas para isso terão que nadar contra a correnteza. Essa tarefa cabe principalmente às novas gerações que são as mais afetadas pela cultura do descartável. Portanto, exortamos aos jovens que: Não tenham medo de amar! Não tenham medo de fazer escolhas definitivas. Pois a Palavra de Deus diz que “no amor não há temor, pois o perfeito amor lança fora o temor. Pois o temor envolve castigo, e quem teme, não é perfeito amor” (I João 4, 18). Acredite na força do amor! Você é capaz de amar! Deus nos capacita com sua graça! É possível viver um amor que seja para sempre, pois o amor autêntico promete o infinito. Não queira nada menos do que um amor assim. Viva a realidade do amor, que precisa ir além dos sentimentos, e ser vivida com muita inteligência, força de vontade, dedicação, coragem e sacrifício. A sociedade atual esqueceu-se dessas palavras. Talvez seja por isso que ela fale muito de amor e ensine tão pouco como vivê-lo. O amor é um dom, mas é ao mesmo tempo uma tarefa. Uma tarefa realizadora e que plenifica a vida. Seja você um revolucionário do amor. O casamento não está fora de moda! É possível viver um amor de verdade, um amor que seja de fato autêntico.

Fonte: http://amorautentico.com.br/

Mais Recentes

IRMÃ DULCE SERÁ CANONIZADA

No dia 13 de maio de 2019, o Santo Padre Francisco recebeu o Cardeal Angelo Becciu, Prefeito da Congregação para as Causas