No dia 28 de Abril, nossa Igreja celebra São Luís Maria Grignion de Montfort. Seu nome de batismo é apenas Luís, mas ao receber o Sacramento da Crisma acrescentou o “Maria”. Um santo francês que fundou a Congregação Religiosa dos Padres Monfortinos, e tinha uma devoção singular a Nossa Senhora. Seu apostolado principal foi justamente propagar a beleza desta devoção ao mundo.

Uma de suas obras mais conhecidas é o “Tratado da Verdadeira Devoção à Santíssima Virgem”, cujo primeiro exemplar foi escrito a próprio punho, mediante o que ele mesmo vivia e experienciava com a Mãe de Deus, e precisava ensinar aos outros. Neste escrito São Luís propõe uma consagração a Nossa Senhora de forma especial, uma preparação onde a pessoa deposita toda a sua vida nas mãos da Virgem e assim passa a viver seus dias como Deus quer. Suas obras são riquíssimas contribuições para vivência real da nossa fé e devoção, e consideradas de extrema importância para o Magistério da Igreja Católica.

O Tratado da Verdadeira Devoção à Santíssima Virgem foi o livro predileto sobre a Virgem Maria, de um dos Baluartes da Comunidade Católica Presença: Papa São João Paulo II, que quando era jovem e trabalhava em uma fábrica de solda, na Polônia, levava consigo o escrito e se deleitava nos intervalos e horas vagas. São João Paulo II declarou que este livro transformou sua devoção a Nossa Senhora, a ponto de consagrar seu pontificado a Ela, e mandar cunhar em seu brasão papal o lema “Totus Tuus Marie”, que traduzido para o Português, quer dizer “Todo Teu Maria”, depositando assim, seu Ministério e o governo da Igreja Católica nas mãos da Santíssima Virgem. Ao longo dos vinte e cinco anos de seu pontificado, redigiu várias encíclicas, discursos e documentos dedicados à Maria, Mãe de Jesus, e viveu como verdadeiro filho dela e até hoje nos ensina a como ser.

Neste ano de 2020, ano em que completamos 24 de Fundação, a Comunidade Presença vive por inspiração e direção divina, o ano “Totus Tuus Marie”, maneira que Deus quis servir-se para que pudéssemos completar, de forma que agrada o Seu coração, o que apresentamos dificuldade em viver em nossa consagração de vida a este Carisma, e caminho de santidade. Olhando para Maria e pedindo que sendo todos Dela, Ela nos ensine a sermos todos de Deus.

São Luís Maria Grignion de Montfort e São João Paulo II, rogai por nós!

Abraço Fraterno.

 

Cristiane Marques

Missionária Comunidade Católica Presença

 

 

Referências:

Professor Felipe Aquino: https://www.youtube.com/watch?v=aK6N56PFODM

Padre Paulo Ricardo: https://www.youtube.com/watch?v=pRdSBAWQmH0

Canção Nova: https://santo.cancaonova.com/santo/sao-luis-maria-grignion-de-montfort-devoto-a-virgem-maria/

Canção Nova: https://blog.cancaonova.com/tododemaria/biografia-de-sao-luis-maria/

Falar de Maria é como falar de uma grande flor, uma flor única, de aroma exuberante, de total beleza e delicadeza, que acreditaríamos ser possível em um toque, talvez menos sutil, desmanchá-la. Sabemos que Deus sonhou com Maria, desde o início dos tempos, para auxiliar no plano de nossa salvação. Para suportar tamanha missão, foi dotada de um coração forte e imaculado (puro), para que em meio aos sofrimentos que viera passar, suportasse com paciência e confiança em Deus.

Maria é para nós um caminho seguro, como nos ensina São Luís Maria Grignion de Montfort, que também é o autor do lema “Totus tuus Mariae”, “Todo teu Maria”. E lembremos: este caminho seguro foi escolhido pelo próprio Jesus, que foi o primeiro a ser gerado naquele ventre santo. São Luís nos ensina também: “Se Jesus Cristo, o chefe dos homens, nasceu nela, os predestinados, que são os membros deste chefe, devem também nascer nela, por uma consequência necessária”.

Percebamos que o “Totus tuus Mariae”, é mais profundo e significativo do que algumas palavras bonitas, é uma via de santidade, uma via de pureza, e consideremos as palavras do próprio Jesus: “Bem-aventurados os puros de coração, porque verão a Deus” (Mt. 5,8).

Infelizmente em meio a esta sociedade líquida e superficial, podemos ter escutado informações distorcidas e algumas até mentirosas sobre a devoção a Nossa Senhora. Pois totalmente o oposto do que podemos ter ouvido, Maria só quer fazer uma coisa conosco, nos aproximar de Jesus (Jo. 2,5).

Por isso, ser todo de Maria para nós católicos, é algo fundamental para nossa salvação. Nossa Senhora nas aparições em Fátima, disse aos pastorinhos: “O meu Imaculado coração será o vosso refúgio e o caminho que vos conduzirá a Deus”. Que Maria nossa Mãe interceda por nós!

Salve Imaculada!

 

Rodolfo Raimundo

Missionário da Comunidade Católica Presença